Menu

HÉRNIA DE DISCO

CLÍNICA ESPECIALIZADA EM HÉRNIA DE DISCO, DOR NAS COSTAS E CIÁTICO

Dr.Gilberto Agostinho - Especialista Coluna

CREFITO3- 21793/F

TRATAMENTO NATURAL

Hérnia de Disco Protusão e Abaulamento

TRATAMENTO SEM CIRURGIA

Hérnia de Disco - Protusão e Abaulamento

TRATAMENTO SEM MEDICAMENTO

Hérnia de Disco - Protusão e Abaulamento

Some alt text Some alt text Some alt text
DR. GILBERTO AGOSTINHO - CREFITO3- 21793/F

Dr. Gilberto Agostinho

Vídeo do Dr. Gilberto sendo entrevistado em vários programas de televisão.

VIDEO INSTRUTIVO

Vídeo feito pelo Dr. Gilberto, sobre algumas causas comuns de dores na coluna, nas pernas ou braços.

VIDEO EXPLICATIVO

Vídeo explicando sobre os tratamentos executados pelo Dr. Gilberto


HÉRNIA DE DISCO - ORIENTAÇOES PRÉVIAS

Este site, ricamente ilustrado, tem como objetivo oferecer conhecimento sobre hérnia de disco.

Útil para quem sofre de hérnia de disco e para quem quer evitar este problema.

Para o melhor conhecimento, leia todo o site, não apenas partes isoladas. Tive que explicar sobre anatomia da coluna para um melhor entendimento do assunto hérnia de disco, sem o qual seria difícil.

Para os colegas, profissionais da saúde, autorizo o uso deste site para ensinar seus alunos ou seus pacientes que sofrem de hérnia de disco, porém, peço a gentileza de informar a fonte.

Direito autoral: Permitido copiar este site sobre hérnia de disco, desde que informe a fonte: www.drgilberto.com/hernia.html

ANATOMIA BÁSICA DA COLUNA PARA ENTENDIMENTO DA HÉRNIA DE DISCO

A coluna vertebral tem as funções de proteger a medula espinhal e fornecer estrutura de apoio aos membros para nos manter em pé.

É composta de 33 vértebras: 7 cervicais (pescoço), 12 dorsais ou torácicas, 5 lombares, 5 no sacrais (são 5 vértebras fundidas no sacro) e 4 ossos fundidos em um osso, o cóccix.

Entre uma vértebra e outra existe o disco intervertebral (onde pode surgir a héria). O que segura as vértebras empilhadas é a soma de vários músculos e ligamentos, em perfeito equilíbrio biomecânico.

Direitos Autorais desta página sobre hérnia de disco: www.drgilberto.com/hernia.html

Cada vértebra tem um “buraco” no centro, chamado de forame vertebral. As vértebras ficam empilhadas uma sobre a outra, formando um túnel, chamado de canal medular.

A medula fica protegida de impactos neste verdadeiro túnel, o canal medular.

Direitos Autorais desta página sobre hérnia de disco: www.drgilberto.com/hernia.html

A medula espinhal é feita da somatória de nervos que transmitem as informações corporais. São inúmeros nervos que nascem no cérebro e se ramificam por todo o corpo

Estes nervos passam pelo canal medular muito próximos entre si, desta forma, formam esta "corda" grossa, chamada de medula.

Direitos Autorais desta página sobre hérnia de disco: www.drgilberto.com/hernia.html

Os nervos transmitem informações do cérebro a todo o corpo.

Para melhor compreensão podemos comparar os nossos nervos com os fios elétricos das nossas casas, que transmitem a eletricidade do poste para vários pontos da casa.

Não é tão simples assim. Estou resumindo o assunto apenas para o entendimento da hérnia de disco.

Direitos Autorais desta página sobre hérnia de disco: www.drgilberto.com/hernia.html

Entre uma vértebra e outra, existe um disco intervetebral, onde surge a hérnia de disco.

Cada disco serve como amortecedor de impactos verticais e ajuda a dar o espaço entre cada vértebra, o forame neural ( “buraco” em cada lado sob cada vértebra).

Este espaço existe para os nervos da medula saírem livremente, se ramificando e seguindo seu trajeto para outras partes do corpo.

Direitos Autorais desta página sobre hérnia de disco: www.drgilberto.com/hernia.html

Veja a localização deste ligamento, na figura ao lado.

Em alguns casos, este ligamento se rompe e não consegue conter a pressão exercida por uma hérnia de disco.

No parágrafo sobre hérnia de disco seqüestrada ou extrusa, aprofundo mais sobre as conseqüências do rompimento deste ligamento.

Direitos Autorais desta página sobre hérnia de disco: www.drgilberto.com/hernia.html

COMO É UM DISCO INTERVERTEBRAL SADIO, SEM HÉRNIA

Os discos intervertebrais tem a função de evitar atrito entre as vértebras e diminuir os impactos na coluna. Os discos são amortecedores da coluna. Cada disco possui uma parte exterior, o anel fibroso e a parte central chamado de núcleo pulposo, que é macia.

A pressão que o núcleo pulposo recebe é de 5 a 15 vezes maior que a pressão arterial.

O anel fibroso e núcleo pulposo são compostos de água, colágeno e proteoglicanos (PGs), porém a quantidade de água e PGs é maior no núcleo pulposo. As moléculas de PG são importantes porque atraem e retêm água. O núcleo pulposo contém um tipo de gel hidratado que resiste à compressão.

Cada disco tem alta capacidade em resistir às forças de compressão. Acredita-se que cada disco intervertebral pode absorver até 9 vezes o seu volume de fluido. (KAPANDJI, 2000).

Mais abaixo, o leitor entenderá a utilidade destas informações para o conhecimento da hérnia de disco.

Direitos Autorais desta página sobre hérnia de disco: www.drgilberto.com/hernia.html

RAIZES DOS NERVOS E HÉRNIA DE DISCO

Todos nossos movimentos e sensações são transmitidas através dos nervos.

Para você fazer um movimento, primeiro seu cérebro decide qual o movimento a ser feito, imediatamente esta decisão se transforma em sinal elétrico, chamado de “impulso nervoso”, que desce do cérebro, por nervos específicos, até os músculos de destino.

Resumindo: os nervos ligam o cérebro ao resto do corpo.

Direitos Autorais desta página sobre hérnia de disco: www.drgilberto.com/hernia.html

A medula (que é a soma desses nervos) passa por dentro do canal medular, que é como um túnel formado pela associação de vários “buracos” (forames) existentes em cada vértebra.

O impulso nervoso sai de dentro deste “tunel”, canal vertebral, passando pelo forame intervertebral. Neste local a medula se ramifica e é onde nasce a raiz nervosa. Cada nervo segue seu trajeto até o destino, levando ou trazendo informação ao cérebro.

Pela medula, passam as informações e sensações do nosso organismo.

As sensações, trafegam pelos nervos sensitivos, que passam pelo mesmo trajeto que os nervos motores. Quem sente as sensações é o cérebro.

Na imagem acima, pode-se observar o nervo ciático com suas raízes saindo da medula na região lombar.

Ao aproximar a mão do fogo, ocorre um ato reflexo de retirar a mão e a informação para sentir dor sobe ao cérebro, através de nervos sensitivos que, da mão vão ao cérebro, passando pela medula espinhal.

Quando algum nervo é pinçado em alguma parte do seu trajeto, por hérnia de disco, um tumor ou uma estenose, a pessoa poderá ter sensação de dor em local do seu corpo onde o referido nervo passa.

Por exemplo, uma pessoa com uma hérnia de disco pinçando uma raiz de nervo ciático, que emerge na região lombar, pode sentir dor e/ou formigamento na perna, mesmo sem ter qualquer problema nela.

Direito autoral: Permitido copiar este site sobre hérnia de disco, desde que informe a fonte: www.drgilberto.com/hernia.html

HÉRNIA DE DISCO

O QUE É HÉRNIA DE DISCO:

Na hérnia de disco, uma parte do conteúdo do disco não é contido pelo anel fibroso, saindo do referido disco.

Eu defino, concisamente, a hérnia de disco como: uma protrusão ou abaulamento, que teve seu núcleo pulposo empurrado entre as fibras muito fracas do anel fibroso.

É importante notar que na hérnia de disco o ligamento longitudinal posterior está íntegro, segurando a pressão causada pela herniação sobre ele, veja na fig. ao lado.

Mais abaixo, no próximo tópico, comento sobre hérnia de disco extrusa e hérnia de disco seqüestrada. Nestes dois tipos de hérnia de disco o ligamento long. Posterior sofre uma ruptura, representando uma gravidade maior.

Direito autoral: Permitido copiar este site sobre hérnia de disco, desde que informe a fonte: www.drgilberto.com/hernia.html

CAUSAS DA HÉRNIA DE DISCO

A hérnia de disco surge devido a um aumento na relação: pressão intervetebral / capacidade das fibras do anel fibroso.

Quanto maior a pressão sofrida pelo disco, mais chance de sofrer de hérnia de disco.

Quanto mais fracas as fibras do anel fibroso, mais perigo de sofrer com hérnia de disco.

O surgimento da hérnia de disco, pode estar vinculado a apenas um fator acima descrito ou a ambos.

Então, para simplificar: a hérnia de disco, pode ser causada por degeneração do disco devido envelhecimento, acidentes causando compressão nos discos, alterações posturais graves, excesso no esporte, fatores hereditários, etc.

Direitos Autorais desta página sobre hérnia de disco: www.drgilberto.com/hernia.html

SINTOMAS DA HÉRNIA DE DISCO

A hérnia de disco comprime raízes dos nervos e medula, que estão próximas a ela.

Toda área próxima a hérnia de disco pode ficar comprometida, devido a redução de espaço. Se a hérnia estiver lateral pode comprimir os nervos no forame de conjugação.

Se a hérnia de disco estiver posterior pode diminuir o diâmetro do canal medular, comprimindo a medula naquele local.

É esta compressão dos nervos, causada pelo material exposto fora do disco, que resulta nos sintomas da hérnia de disco.

Dependendo de sua localização, a hérnia de disco causará sintomas diferentes.

Quando a hérnia de disco ocorrer na região lombar, causará os sintomas de dor lombar e/ou dor em pernas, e/ou parestesia (formigamento) em pernas e/ou fraqueza em pernas. A dor em pernas é chamada geralmente de ciático ou dor ciática. A dor na lombar pode ser chamada de lumbago.

Quando a hérnia de disco estiver na região cervical causará os sintomas de dor na região cervical (nuca) e/ou parestesia em braços e/ou fraqueza em braços. Poderá, também causar cefaléias (dor de cabeça).

Demonstro, acima, alguns exemplos de localização da dor ciática, causada por hérnia de disco. Na cor laranja, está desenhado o local que a pessoa sentirá dor quando tiver uma hérnia de disco entre L3 (3ª vértebra lombar) e L5 (5ª vértebra lombar)

Então a pessoa que tiver uma hérnia de disco comprimindo raiz de nervo na altura da L4, poderá sentir dor iniciando na cintura e descendo pela lateral e parte anterior da coxa e perna. A dor poderá descer até o pé, como poderá ficar até o joelho apenas. Isto dependerá do tamanho da hérnia de disco e da pressão que está exercendo sobre a raiz do nervo ciático.

Para saber a localização completa dos sintomas causados por hérnia de disco, em toda a coluna, veja , abaixo, os mapas de dor irradiada:

Direitos Autorais desta página sobre hérnia de disco: www.drgilberto.com/hernia.html

HÉRNIA DE DISCO NA REGIÃO LOMBAR

O lumbago, resultante de uma hérnia de disco, significa uma dor súbita nas costas e violenta, que força o paciente a inclinar-se, devido a dor forte. Esta postura é chamada de posição antálgica e persiste por vários dias, até a dor diminuir.

Esta dor nas costas, muitas vezes precede a dor ciática, que é a dor descendo pela perna, com início na região lombar.

O local da perna que será afetado dependerá de qual altura da coluna lombar surgiu a hérnia de disco e, consequentemente, qual a raiz do nervo ciático que está comprimido.

Direitos Autorais desta página sobre hérnia de disco: www.drgilberto.com/hernia.html

HÉRNIA DE DISCO NA REGIÃO CERVICAL

Hérnia de disco cervical geralmente se desenvolve faixa etária de 30 à 50 anos.

A pressão causada por uma hérnia de disco na região cervical pressiona um nervo cervical, irradiando o sintoma ao longo do trajeto do nervo. A dor na cervical e/ou braço, a paresteria (formigamento) ou até a fraqueza muscular no braço são resultantes de pinçamento em raiz de algum nervo emergindo na região cervical.

Por exemplo, uma hérnia de disco pinçando raiz de nervo na C6 (6ª cervical), causará dor e/ou parestesia irradiando pelo ombro, podendo descer pelo braço e antebraço e, até, chegar no dedão.

Veja no mapa da dor irradiada, acima, todos os trajetos da dor, de acordo com o local da hérnia de disco.

A hérnia discal também poderá não causar nenhum sintoma.

Dependendo do local na coluna, poderá haver espaço no canal medular, então a hérnia de disco não comprimirá a medula nem nervos, não causando dor, nem outros sintomas.

Outra fator variável é o tamanho da hérnia de disco. Algumas hérnias de disco são pequenas, não comprimindo nenhum nervo, então será despercebida.

Direitos Autorais desta página sobre hérnia de disco: www.drgilberto.com/hernia.html

HÉRNIA DE DISCO EXTRUSA

O que é Hérnia de Disco Extrusa

Hérnia de disco extrusa é uma situação mais grave, pois pode causar séria estenose (estreitamento) do canal medular.

A hérnia de disco extrusa ocorre quando o ligamento longitudinal posterior não mais consegue conter a pressão causada pela hérnia de disco e se rompe. O núcleo pulposo migra para o interior do canal vertebral, podendo comprimir drasticamente a medula

Felizmente a hérnia de disco extrusa é uma situação menos freqüente em relação a hérnia de disco simples.

CAUSAS DA HÉRNIA DE DISCO EXTRUSA

A partir de uma hérnia de disco simples, não tratada adequadamente, o ligamento longitudinal posterior cede à pressão exercida pelo disco herniado e deixa passar parte deste material entre suas fibras.

Esta porção da hérnia de disco que passou por uma brecha do ligamento longitudinal posterior, fica agora, em contato direto com a medula, comprimindo-a e diminuindo o espaço destinado a ela.

SINTOMAS DA HÉRNIA DE DISCO EXTRUSA

Os sintomas da hérnia de disco extrusa são relativamente mais graves e severos em comparação com a hérnia de disco simples. Eu disse “relativamente”, pois o limiar de dor de cada pessoa é muito pessoal, dificultando uma comparação exata.

As dores afetam de modo insuportável tanto a região da coluna afetada, como o membro (perna ou braço) correspondente aos nervos afetados.

Na hérnia de disco extrusa, quase sempre, a parestesia (formigamento) está presente e de modo muito mais acentuado do que na hérnia de disco simples.

de ocorrer também diminuição do tônus muscular correspondente ao local da hérnia de disco extrusa. Se ela ocorrer na cervical a pessoa terá fraqueza no braço, se a hérnia de disco extrusa ocorrer na coluna lombar, a dificuldade será em caminhar.

Direito autoral: Permitido copiar este site sobre hérnia de disco, desde que informe a fonte: www.drgilberto.com/hernia.html

HÉRNIA DE DISCO SEQUESTRADA

O que é Hérnia de Disco Sequestrada:

O ligamento longitudinal posterior tem algumas de suas fibras rompidas e não consegue mais segurar o desprendimento (pedaço solto) da porção extrusa da hérnia de disco.

Esta porção do disco, que já estava “estrangulada”, enquanto era hérnia de disco extrusa, no espaço entre as fibras do anel fibroso, agora se rompe e se desprende, migrando pelo canal medular em sentido cranial ( para cima) ou sentido caudal (para baixo).

Esta porção da hérnia que esta migrando pelo canal medular poderá comprimir inúmeras porções da medula.

Este é o pior tipo de hérnia de disco e, felizmente, o mais raro de ocorrer.

Direitos Autorais desta página sobre hérnia de disco: www.drgilberto.com/hernia.html

SINTOMAS DA HÉRNIA DE DISCO SEQUESTRADA:

Os sintomas da hérnia de disco seqüestrada são, também, muito mais graves e severos, tanto quanto na hérnia de disco extrusa.

As dores, neste tipo de hérnia de disco, afetam de modo muito intenso, tanto a coluna, como o membro (perna ou braço) correspondente aos nervos pinçados.

Na hérnia de disco seqüestrada é comum estar presente a parestesia (formigamento).

O tônus muscular, de pernas ou braços, poderá estar afetado, diminuindo a força. Dependerá de onde a fração herniada do disco se alogar. Se a hérnia for na cervical a pessoa terá fraqueza no braço, se o fragmento sequestradao da hérnia de disco ocorrer na lombar, a dificuldade será em caminhar.

Os sintomas da hérnia de disco seqüestrada são muito variáveis. Como a porção que se desprendeu pode migrar para qualquer região da coluna, causará sintomas diversos, de acordo com a região que estiver pinçando.

Direito autoral: Permitido copiar este site sobre hérnia de disco, desde que informe a fonte: www.drgilberto.com/hernia.html

TENHO HÉRNIA DE DISCO ? E AGORA, O QUE FAÇO?

Observações Gerais Sobre Hérnia de Disco

Caso você tenha lido esta página inteira, deve ter observado que procurei enfatizar a explicação dos MOTIVOS que levam uma pessoa a desenvolver hérnia de disco. Meu intuito, com isto, é ajudar o leitor na prevenção da hérnia de disco e caso já esteja sofrendo com hérnia de disco a entender como não piora-la .

Quem estiver padecendo desta patologia não tem motivo para desespero. Atualmente existem tratamentos maravilhosos para hérnia de disco.

A primeira atitude que deve ser tomada é procurar ajuda profissional ao sentir dor. Nunca se auto medicar, pois apenas estará piorando sua hérnia de disco.

Comentarei a seguir, sobre a relação do estresse ou ansiedade excessiva com a hérnia de disco, o que não costuma ser levado em conta, este estado emocional e as hérnias de disco.

ANSIEDADE (ESTRESSE) E SUA RELAÇÃO COM A DOR NAS COSTAS E HÉRNIA DE DISCO

Existe uma ligação importante entre dor nas costas e ansiedade.

Todo nosso corpo é formado por músculos, desde os grandes e conhecidos como os muito pequenos e desconhecidos por não profissionais da saúde.

Toda nossa coluna é composta de inúmeros pequenos músculos que a seguram firme e em pé, em um intrincado trabalho de contrações e descontrações entre músculos agonistas e antagonistas.

Qualquer alteração emocional, ansiedade e estresse por exemplo, podem causar um desiquilíbrio no trabalho deste pequenos e importantes músculos da coluna.

Então, o estresse constante pode causar contraturas em regiões da coluna, que, se persistirem durante muito tempo, podem comprimir perigosamente os discos. O Dr. Wilhelm Reich (1896 -1957) já estudava este assunto que chamou de “couraças musculares”.

É muito importante sempre manter o equilíbrio emocional, tanto para evitar doenças, como para facilitar a cura das já existentes.

Noto na prática diária, tratando as pessoas com hérnia de disco, que existe uma melhora mais rápida entre os que são mais tranqüilos. Mesmo casos de hérnia extrusa, são facilmente recuperados nos mais calmos.

Obviamente quem é estressado também terá resultados com o tratamento, porém com um pouco mais de demora. O corpo trabalhará melhor quanto mais equilíbrio emocional tiver.

É por este motivo que sempre recomendo técnicas de relaxamento ou treinamento autógeno de relaxamento do Dr. Schultz

Direito autoral: Permitido copiar este site sobre hérnia de disco, desde que informe a fonte: www.drgilberto.com/hernia.html

POSTURA E HÉRNIA DE DISCO

Uma outra causa da hérnia de disco é a postura. Pessoas que permanecem por longos periodos sentadas de forma errada, desleixada tendem a sofrer deste mal.

Exercícios de forma errada, como o iniciante em musculação, que no desejo de criar músculos rapidamente exagera na carga, fazendo os exercícios sem orientação profissional poderá ser vítima de uma hérnia de disco.

Algumas pessoas, devido a esforços constantes repetitivos, tem um leve rompimento no anel fibroso, sem saber nem sentir nada. Porém, um dia faz um esforço maior e o anel fibroso abre uma fenda e sentido a dor forte da hérnia de disco.

Outro exemplo que posso citar é a pessoa que também já possui um esgarçamento no anel fibroso, sem dor nem sintoma algum, passa por um acidente de impacto na coluna. Esta pessoa terá uma hérnia de disco imediatamente também.

No dia a dia, carregar peso de forma inadequada também pode causar hérnia de disco, citarei como exemplo a dona de casa que exagera nas suas atividades domésticas, arrastando os móveis, carregando botijão de gás, sacola de feira, tudo de forma errada.

Quem possui desvios posturais deve tomar cuidado a mais na prática de atividades físicas intensas.

Como por exemplo, uma pessoa que tenha escoliose e inicia um determinado esforço físico regularmente, sem orientação profissional, de forma inadequada ou sem observar a devida ergonomia, poderá apresentar, após meses, uma protusão discal que caminhará para hérnia de disco.

Os discos já sofrem diariamente esforço perpendicular, devido a força da gravidade na nossa postura ortostática. Agora, some a isto o sobreesforço em um dos lados dos disco causado pela compressão de duas vértebras não paralelas entre si (devido uma escoliose ou hiperlordose ou hipercifose, como exemplos). O disco será empurrado lateralmente no sentido oposto ao da compressão, causando uma hérnia do disco.

Direitos Autorais desta página sobre hérnia de disco: www.drgilberto.com/hernia.html

O GRANDE SUCESSO DO NOSSO TRATAMENTO DA HÉNIA DE DISCO É A SOMA DE VÁRIAS ESPECIALIZAÇÕES E EQUIPAMENTOS MODERNOS, NA MESMA SESSÃO, NO MESMO DIA.

Em cada sessão você receberá as técnicas de várias especialidades e equipamentos de última geração. Você será atendido por um único profissional, o Dr. Gilberto, formado há muitos anos, nas especialidades relacionadas à hérnia de disco.

Clique abaixo e saiba, em detalhes, como é o tratamento da hérnia de disco.

TEMPO DO TRATAMENTO CONTRA HÉRNIA DE DISCO

O tempo necessário para o paciente sentir alívio das suas dores, dependerá da gravidade da hérnia de disco.

Hérnia de disco com maior gravidade o alívio das dores será sentido apenas após várias sessões.

Quanto menor o tamanho da hérnia de disco, menos as raizes dos nervos serão pinçados e menos sintomas a pessoa sentirá.

A dor e formigamento diminuirão progressivamente conforme o tratamento resultar na diminuição gradativa no tamanho da hernia de disco.

Já na primeira sessão o paciente poderá sentir alívio das dores decorrentes da hérnia de disco, mas o tratamento total pode demorar alguns meses.

Direitos Autorais desta página sobre hérnia de disco: www.drgilberto.com/hernia.html


Valid XHTML 1.0 Strict

Valid XHTML 1.0 Strict